2ª Marcha Nacional dos Catadores e Catadoras

 

 

 

 

 

 

Aconteceu no dia 30 de novembro, às 8 horas da manhã, a concentração para 2ª Marcha Nacional dos Catadores e Catadoras, em frente ao Parque Municipal Américo Renné Giannetti, na Avenida Afonso Pena, em Belo Horizonte (MG).  Organizada pelo Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), cerca de 1200 participantes seguiram pela Rua da Bahia e Avenida dos Andrada rumo à Praça Sete.

As pautas da marcha são guiadas pela reivindicação do movimento por reconhecimento, inclusão e luta por direitos da categoria, “nossa principal conquista foi o decreto 12.305, sancionado em 2010 e muitas outras leis que conseguimos com nossa resistência, comemorando 15 anos de luta. E o maior desafio é a questão política, porque estamos com um novo governo que não apoia nem respeita a categoria, então é tentar manter o que já conquistamos e buscar novos horizontes”, avalia Claudete Costa, membro da coordenação nacional do MNCR.

Durante o percurso, palavras de ordem protestavam contra a criação de incineradoras, assim como a reivindicação por uma reciclagem popular. “A marcha, além do momento místico interno de formação, que é quando nós conseguimos interagir um com o outro, já que somos todos iguais, e construímos uma única voz, é também esse espaço de interagir com a cidade, atingir diversas pessoas, uma amplificação da nossa voz”, comenta Alex Cardoso, membro da equipe de articulação do MNCR.

O Movimento tem como principal objetivo garantir o protagonismo dos catadores na consolidação da reciclagem e por políticas públicas inclusivas. A Expocatadores é organizada pelo MNCR e representa uma forma de organização da categoria para se articular nacionalmente para debater e garantir direitos.

A delegação do Pará, representada pelas Redes Cata Pará e Recicla Pará, participaram da marcha.

No último dia do evento, depois da marcha, houve sessão de documentários à tarde e palestra com lideranças do movimento. À noite houve a festa de encerramento.

Texto: Flávia Cortez.

Trópico em Movimento © 2016 - 2019.

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

(091) 3201-7700

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page