Curso Mundos Amazônicos inicia segunda formação em Biodiversidade e Direitos Humanos

A segunda edição do curso “MUNDOS AMAZÔNICOS - Biodiversidade, Desenvolvimento e Direitos Humanos”, coordenado pela professora Nazaré Imbiriba, membro do Programa Trópico em Movimento (PITM) e professora visitante do Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) da Universidade Federal do Pará (UFPA), começou na manhã da última terça-feira, 13, no auditório Hamilton Correa Nascimento do ICJ, no campus Belém. O curso é uma cooperação entre Instituto de Ciências Jurídicas, Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI) e o Programa Interdisciplinar Trópico em Movimento.

Para marcar a abertura do curso, foi realizada uma mesa com a participação da Pró-reitora de Relações Internacionais da UFPA, Maria iracilda Sampaio; do direto do ICJ José Heder Benatti; do coordenador do IEMCI/UFPA, Licurgo Peixoto de Brito; diretor do IFCH/UFPA, Sergio Nunes; representante da PROGEP/UFPA, Homero Vilar Correa; coordenador do PITM, Thomas Mitschein; da coordenadora do curso, Nazaré Imbiriba; e Breno Imbiriba, do instituto de Geociências da UFPA.

“O curso é importante para entender a grandeza e complexidade da Amazônia nacional e internacional. Temos que lutar para que os povos, governantes e o mundo entenda o real papel da Amazônia para a América Latina e para o mundo. O curso veio como uma forma de dar prosseguimento a essas discussões e debates e gerar interlocutores sobre o tema”, argumenta Thomas Mitschein.

Licurgo Peixoto lembra que o objetivo é fortalecer as parcerias e fazer com que as colaborações sejam efetivas, pois é isso que a Amazônia precisa: de trabalho em conjunto, com um olhar multidisciplinar. O curso é uma oportunidade de expandir conhecimentos e ações.  

Nazaré Imbiriba destaca que curso é uma disciplina importante para as mais diversas áreas de conhecimento e atuação, podendo ser creditada nas graduações e programas e pós-graduação de dentro e fora da UFPA, e ainda com caráter extensionista para os demais profissionais que se interessarem pela temática. O curso é uma forma de pensar os conflitos, problemas, modelos de desenvolvimentos que estão sendo aplicados na Amazônia; tem pretensão de estabelecer discussões concretas sobre a realidade amazônica. Daí a importância da diversidade de pessoas, atores nesse curso. Ela reforça que o “Mundos Amazônicos” é mais que uma disciplina, é um projeto que pretende fomentar o conhecimento cientifico acerca da Amazônia.

Pro fim, Maria Iracilda parabeniza a todos os que se dispuseram a estar se inteirando e discutindo a Amazônia e lembra que a importância do curso vai além de suas fronteiras, propondo a ampliação da sua oferta para mais alunos em um futuro próximo e, a longo prazo, fala de uma internacionalização do curso. Lembra que a UFPA tem ais de 100 alunos de pós-graduação estrangeiros, dentre eles, pessoas de diversos países da América Latina. Ela diz que esse fato não deve ser apenas um dado comum, mas um indicador de que a cooperação entre países latinos deve ser uma realização concreta de troca.

O curso contará com a participação de profissionais e  estudantes de graduação e pós-graduação das mais distintas áreas de conhecimento, escolhidos em processo seletivo.

Marcilene Oeiras é assistente social e trabalha com projetos de assistência social na Amazônia e como aluna diz que “minha expectativa é conhecer os ‘Mundos Amazônicos’, com seus diversos contextos e realidades. Um conhecimento que vai me capacitar ainda mais na minha área de formação e atuação, para eu entender as demandas das pessoas, o que pensam, o que querem, o que gostariam de mudar em suas comunidade”.

Claudio Afonso também veio ao curso buscar entender de maneira mais ampla a realidade amazônica. Ele é coordenador do Laboratório de Tecnologias livres (LabLivre) e  fundador do Laboratório de Fabricação Digital, o FabLab. “São coletivos que trabalham com tecnologias sócias, com desenvolvimento de hardware e de software sempre com uma visão de desenvolvimento social. Entendendo melhor nossa realidade, podemos transformá-la também por meio de tecnologia. A utilização de tecnologias que não condizem com o nosso contexto criam uma series de distorção no próprio modelo de desenvolvimento, Daí a necessidade de desenvolver as tecnologias que tem a ver com a nossa realidade”, aponta o participante.

 O curso - “Mundos Amazônicos” é um programa de formação que amplia o conhecimento sobre a Amazônia. Pretende transmitir e discutir dados socioeconômicos, políticos, ambientais e culturais sobre as áreas amazônicas de Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Guiana e Suriname, além do Brasil. O objetivo é fomentar o interesse pela Pan-Amazônia, essa enorme região de mais de 7 milhões de quilômetros quadrados e impulsionar novos processos de cooperação regional.

Esse modelo de formação dá seguimento a um modelo de cooperação interuniversitária, pois dele poderão participar estudantes, pesquisadores, professores, técnicos da UFPA e qualquer pessoa interessada pela temática. Estudantes de pós-graduação terão direito aos créditos relativos à carga horária do evento, mesmo aqueles vinculados a Programas de outras Universidades.

Dinâmica das atividades - Dividido em cinco módulos o curso tem 60 horas, 30 vagas (15 delas destinas a estudantes de pós-graduação e técnicos da UFPA) e abordará: Realidades Amazônicas - Modelos Imitativos de Ocupação e Modernização; Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, Mercado e Superação da Pobreza; Cooperação Internacional, Cooperação para o Desenvolvimento e Cooperação Sul-Sul; Uso Sustentável dos Recursos Naturais e Experiências Nacionais de Desenvolvimento Amazônico; e O Século XXI e as perspectivas amazônicas no contexto global e latinoamericano.

​O curso ocorrerá até 13 de abril, nas terças e sextas-feiras, das 8h30 às 12h30, e será realizado por meio de aulas expositivas, conferências de professores convidados, workshops, pesquisa de dados secundários e audição, com debates, de filmes e documentários.

Assessoria de Comunicação do PITM

Foto: Igor Aviz 

Trópico em Movimento © 2016 - 2019.

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

(091) 3201-7700

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page