USINA DE BELO MONTE

“Será que vamos continuar morando aqui?”: o impacto de Belo Monte para os povos indígenas

Reportagem em vídeo da Agência Pública mostra a penúria de quem teve sua vida transformada pela Usina

“A nossa história Belo Monte foi lá e destruiu tudo”, diz Natanael Juruna, da aldeia Muratu, na Terra Indígena Paquiçamba, um dos locais atingidos pela usina. Na série de reportagens Amazônia Resiste, a Agência Pública mostra como ficou a vida de quem ainda tenta tirar seu sustento do rio após a construção da hidrelétrica. E a penúria de quem teve que abandonar sua aldeia para morar em palafitas de madeira nas periferias de Altamira. . “Será que vamos continuar morando aqui?”, questiona Juruna, que aposta na busca por alternativas de sobrevivência para os indígenas. “É uma pergunta que não sabemos responder”

Publicada originalmente: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/11/14/politica/1510685354_781728.html

Trópico em Movimento © 2016 - 2019.

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

(091) 3201-7700

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page