18/05/2016 - UFPA e prefeitura de Bragança: parceria na construção de caminhos sustentáveis na utilização de resíduos sólidos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante o Seminário “Incubação de Empreendimentos de Catadores de Resíduos” que aconteceu no último dia 13, em Bragança, o Programa Interdisciplinar Trópico em Movimento (UFPA) apresentou o projeto “Incubação para fortalecimento de cooperativas e associações de catadores e catadoras de materiais recicláveis e reutilizáveis – em municípios do Pará” aos catadores e catadoras e o poder público da cidade.

“A incubação será um instrumento de transferência de tecnologia entre as associações e cooperativas em processo de organização, as que já estão organizadas, a universidade, agencias públicas, agencias não governamentais e as cooperativas populares existentes, estimulando a formação de novas cooperativas e realizando a troca de experiências e saberes”, afirmou o professor Miguel Ramos, coordenador do projeto.

Ailton Pires, técnico responsável pelas ações do Seminário e pesquisador do Programa Trópico em Movimento, explicou o processo de incubação e apresentou o termo de adesão. Todos os oitenta catadores e catadoras que participaram do seminário decidiram aderir ao projeto de incubação.

Para Natascha Penna, diretora de Turismo da Prefeitura de Bragança, o projeto é uma iniciativa que “a cidade de Bragança estava precisando dar prioridade e agora, junto com a UFPA, a prefeitura de Bragança e os demais parceiros terão maior capacidade de plantar esta semente e colher bons frutos em curto espaço de tempo”.

Além disto, a diretora de turismo sistematizou algumas contribuições que podem otimizar as ações do projeto na cidade, são elas: convocar os clubes para aderirem ao projeto, onde  cada um pode ser um Ponto de Entrega Voluntária (PEV) de material reciclável; a vila litorânea de Ajuruteua também deve ter um PEV; elaborar uma campanha junto com a prefeitura para divulgar os cuidados que as  pessoas devem ter com o lixo domiciliar; convocar a Secretaria Municipal de Educação para que haja um trabalho se sensibilização com as crianças; estabelecer uma relação mais próxima ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), para que os bares, hotéis,  restaurantes trabalhem a coleta seletiva dentro de um programa de gestão da qualidade, com responsabilidade social; e elevar a autoestima dos catadores, para que entendam seu papel social.

Exemplo de superação - Como sugestão de palestrante para motivar os catadores e catadoras de resíduos sólidos da cidade de Bragança, Natascha Penna, pensou em Sebastião (Tião) Santos. Aos 19 anos, foi eleito presidente do conselho fiscal da primeira Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis do Jardim Gramacho, a Coopergramacho, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Cinco anos depois, torna-se vice-presidente executivo.  E, aos 25 anos, funda a Associação dos Catadores do Aterro Metropolitano do Jardim Gramacho (ACAMJG).

Em 2010, a história dos catadores de Gramacho foi parar no cinema, retratada no documentário “Lixo Extraordinário”, do qual Tião Santos foi protagonista, com  a participação do artista plástico Vik Muniz. O  filme  recebe  vários prêmios. Em 2011, “Lixo  Extraordinário” concorreu ao Oscar e Tião  participou da cerimônia, ao lado de Vick Muniz.

Em função da repercussão nacional e mundial do filme, Tião tem contado sua  história e a dos catadores em vários estados brasileiros e no exterior, através de palestras em escolas, universidades e empresas.

Texto: Lucila Vilar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trópico em Movimento © 2016 - 2019.

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

(091) 3201-7700

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page