Vidas Amazônicas: Série de artigos

 

Tentar compreender como o indivíduo que nasce na Amazônia enxerga sua realidade sociocultural, marcando suas diferenças em relação ao resto do país e outros territórios, é uma tarefa difícil e que requer a capacidade de misturar elementos considerados “regionais” com os “globais”. Nesta mistura é importante considerar o processo de formação histórico, a busca e construção de identidade própria. 

O indivíduo amazônico não deveria ser definido somente tendo como ponto de referência o que acontece no território delimitado como Amazônia. As possíveis respostas e conclusões sobre os modos de ser também estão fora da região. Há que se considerar as particularidades sem ignorar as integrações econômicas e culturais das sociedades locais com os mercados globais.

Pensar na identidade amazônica para além do território, tendo em vista que é um espaço cultural heterogêneo e fluido, onde os indivíduos estão ligados à circuitos editoriais, acadêmicos, gastronômicos, turísticos e comunicacionais, que mobilizam investimentos econômicos.  Neste sentido, o Programa Trópico em Movimento,  da Universidade Federal do Pará (UFPA), criou a série de artigos Vidas Amazônicas que estarão disponíveis periodicamente.  Em princípio, será um espaço destinado ao contato mais próximo com indivíduos amazônicos que têm pouca visibilidade social, mas que desenvolvem trabalhos importantes para a sociedade.  

A primeira pessoa a ter sua história contada pela série é Maria Trindade de Araújo. Nascida em Anajás (PA), que pertence à mesorregião do Marajó e à microrregião de Breves, começou a trabalhar como catadora há vinte e um anos.  

Raimundo José Rodrigues de Oliveira, 49 anos, nascido e criado no bairro do Guamá, em Belém do Pará, coordenador do Espaço Cultural Nossa Biblioteca, falou um pouco sobre a sua trajetória de vida, o Espaço Cultural, a importância da leitura e o que espera da parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA).

Please reload

Trópico em Movimento © 2016 - 2019.

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

(091) 3201-7700

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page